fbpx

Amor é movimento que nos leva ao encontro do outro

amor pai e filho

O reconhecimento do amor em nós é a força que nos leva à Unidade.

Viver o processo de exoconsciência tem a ver com amor. O maior desejo de Jesus era que todos fossem um como Ele e o Pai são um. Esse senso de completa integração em direção do Todo é a meta final da nossa jornada evolutiva. Não significa que você vai perder sua identidade, mas que finalmente você vai encontrá-la. Quem disse que sabemos quem somos?

Mal compreendemos quem estamos. Não sabemos identificar o que queremos e o que os outros quiseram que nós quiséssemos. Somos construídos a partir de uma série de padrões sociais, culturais e históricos que se entremeiam com o desenvolvimento biológico, fisiológico e com as histórias encarnatórias. Somos um cambalacho de tudo isso.

A força que nos impulsiona, que permeia todo o Universo e nos coloca em movimento é o Amor. Tudo que o Todo é, em essência, é o Amor.

Amor é a força que nos move para a Unidade

O reconhecimento do amor em nós é o reconhecimento da força que nos leva à Unidade. Tenho refletido muito sobre a palavra amor.  E fiz uma dinâmica mental que quero compartilhar. Quando escrevi os textos base do Circulo, usei um termo chamado Amor Movimento. Considerando que o amor é essa força que nos leva à Unidade, o amor é movimento, não é estagnação.

Quando escrevi isso, pensei no amor de Paulo, o Apóstolo, que fala: “fé, esperança e caridade”. Essa caridade, em grego, é amor movimento.

São três tipos de amor:

  • Ágape – amor fraterno, que se movimenta;
  • Filos – de amizade, de relacionamento;
  • Eros – mais carnal ou erótico.

Primeiro pensei no amor como substantivo, que na língua portuguesa é aquilo que dá nome as coisas. O substantivo dá contorno substancial a uma essência. Portanto, amor é substantivo.

Em outro aspecto, amor é adjetivo. Quando falo isso, pego toda a essência que o substantivo contornou e estou qualificando uma pessoa. Deus é amor.

Mas a expressão mais forte é o amor que é verbo, é ação.

Se com o substantivo eu dou contorno a uma essência, com o adjetivo reconheço a qualidade nas pessoas, no verbo eu sou amor. Sou a ação do amor. Descubro que amor é movimento, é atitude. Amor age, vai ao encontro, se move em prol da evolução. Amor é exercício e combustível da realização. Se você não se conhece e não conhece as coisas ao seu redor, não atinge o autodesenvolvimento. Por isso amor é movimento.

Dentro da metodologia do Círculo: Conhecimento; Movimento; Transformação, o amor é o movimento que faz isso acontecer.

amor pai e filhoExemplo: eu moro em Jundiaí e meu filho em Curitiba, são 600 km de distância. Eu vou duas vezes ao mês para visitá-lo. São 1200 km cada ida e volta; 2400 km por mês; 28.800 km por ano. O eixo diametral da Terra tem 40.075 km, o que significa que em 16.6 meses eu vou ter percorrido o equivalente a dar uma volta completa ao mundo. Então, posso dizer que dou uma volta ao mundo se for necessário, e vou dar muitas voltas, porque amo meu filho.

Eu venço a distância de um planeta para estar com ele.

 

Abraço grande,

Sempre avanti! Che questo è lá cosa piú importante!

Juliano Pozati


Assista também em vídeo a reflexão do Juliano sobre Amor Àgape, Filos e Eros e Amor Movimento.

Artigos relacionados

Respostas