A multidimensionalidade na educação

Acervo do General Uchôa mostra que sua respeitada carreira como professor abria portas na academia para assuntos pouco convencionais

Se em 2022 não é comum temas como a paranormalidade, multidimensionalidade e vida extraterrestre penetrarem o mundo acadêmico, imagine, em 1972, uma pessoa ministrar palestra sobre isso para alunos universitários. Um recorte de jornal do Acervo do General Uchôa mostra como ele era um homem à frente do seu tempo. Tendo dedicado sua carreira toda para a educação dentro do exército, conquistou o respeito de professores que os convidavam para abrir os horizontes dos estudantes.

Nesta notícia do Jornal Folha de Londrina, do Paraná, vemos registro de conferência proferida pelo General no teatro universitário com o tema “Além da Parapsicologia: 5a e 6a dimensões da realidade”, em referência a um de seus livros, com foto dele no palco. Chama atenção que, conforme fala o texto, os alunos tinham frequência obrigatória e deveriam, depois, apresentar trabalhos sobre os assuntos abordados.

Juliana Rissardi, Historiadora responsável pelo Acervo do General Uchôa, comenta a relevância do General no campo da educação, não apenas academia tradicional, mas também na inclusão de uma visão mais ampla de mundo em relação às capacidades extrassensoriais do ser humano:

“O General Uchôa nos presenteou com um legado atemporal na educação. Mudou paradigmas que para nós ainda parecem estar a passos de formiga, mas já sentimos as transformações surgindo conforme o fluxo. Hoje já temos muitos estudos científicos avançando nesse sentido e a obra do General continua sem limite de espaço tempo, certamente sendo possível ver sua visão como uma base ideal para ramificações educacionais de qualidade.”

Na autobiografia do General – Uma Busca da Verdade – encontramos ele mesmo falando sobre o trabalho de educar que abraçou como missão:

“Com apenas 16 anos, um movimento revolucionário na história da minha vida terminou por definir, no momento, o rumo completamente diferente daquele que sonhara: ser apenas engenheiro, um bom engenheiro. Na verdade, acabei tornando-me um engenheiro e pratiquei a profissão por vários anos. Mas o meu Karma, o que a Lei Superior me reservara, na verdade, seria inicialmente de outra natureza, outro teor ao invés de encerrar-me na profissão, lidando apenas com obras, construções de qualquer natureza ou variadas instalações, teria que dedicar-me ao âmbito educacional, lidar com a formação intelectual e moral de jovens, dedicar-me ao trabalho “fino” (como certa vez, um prezado amigo professor o denominou) de ensinar, exemplificar procedimento, educar! Na verdade, nessa linha de trabalho, hoje me sinto feliz por haver lidado durante 25 anos de labor continuado com esse mister de ensinar…”

O legado eternizado do General Uchôa através do Acervo e de seus livros lembra que a educação não se baseia apenas naquela formal e com hierarquias de professor e aluno, mas que o conhecimento e o autoconhecimento são a base para um mundo melhor.

Confira as outras três matérias que fizemos sobre educação na vida do General:

Já conferiu as aulas do acervo? São 38 aulas com documentos históricos (além do StarTape Project!) com acesso às imagens dos documentos originais. O Acervo do General Uchôa é um compromisso assumido pelo Círculo com a família Uchôa, que confiou aos cuidados da escola documentos pessoais do General. O acervo conta com entrevistas para imprensa, recortes de jornal, psicografias, áudios, desenhos etc…num trabalho vivo que está sendo desenvolvido e disponibilizado pelo Círculo.


Seguimos a cada semana revelando um pouco do que vamos descobrindo no Acervo. Leia também:

Artigos relacionados

Respostas