fbpx

Na ponta da caneta do General Uchôa

Os documentos do Acervo do General Uchôa contam com grande número de manuscritos, que são caracterizados por todo o material escrito à mão – pelo General ou outras pessoas –  seja à caneta ou à lápis. Até o momento, já foram identificados 80 manuscritos, a maioria de próprio punho do General. São anotações de seus estudos e observações, preparo de palestras, além de psicografias, cartas e até poesia.  

Alguns dos manuscritos sobre os temas de ufologia, parapsicologia, esoterismo e espiritismo já podem ser acessados na página do Acervo, disponibilizados com imagem original, imagem em alto contraste (quando o original não possui legibilidade boa) e transcrição. Juliana Rissardi, Historiadora responsável pela catalogação do Acervo, explica a importância desse cuidado com os manuscritos.   

“Como todo documento de arquivo, os manuscritos tem seus desafios. Dependendo do tempo em que foi produzido, pode haver perda de informação pela deterioração, perda de contexto, por não estar paginado e a linguagem se modifica com o passar dos anos, fato que para ler ou transcrever, pode necessitar familiaridade com o assunto, conhecimento biográfico e até noções de paleografia. A transcrição facilita o acesso à informação e à pesquisa, não perdendo a qualidade e “mistério” que envolvem o documento original”.

Entre os manuscritos sobre parapsicologia, área em que o general fazia profundos estudos e experiências, encontram-se anotações sobre corpo energético, energia para o corpo magnético, corpo animal e espiritual e efeito Kirlian, citando Dr. Nikolai kozyrev e Mikhail Drogzenovich, como pode ser visto nesse trecho reproduzido e transcrito:

“Todas as coisas vivas, plantas, animais ou seres humanos possuem não só o corpo físico, constituído de átomos e moléculas, mas também um corpo energético e equivalente à essência biológica”.  

Acesse o documento

A Teosofia, de Helena Blavatsky, era um tema de grande interesse do General, em uma anotação, identificada com a data aproximada de 1940, sobre esoterismo, ele cita uma homenagem ao escritor teosofista e sacerdote inglês, Charles Webster Leadbeater, além de Blavatsky e Dra. Besant. 

“Aqueles felizmente  despertos para as coisas do espírito e muito especialmente, podemos dizer, para aqueles que, além disso, puderem ter a oportunidade de algo instruírem no que diz respeito à ciência moderna – a obra de Leadbeater, conjuntamente com o da Dra. Besant, se apresenta extraordinária, profunda e fecundíssima”.

Acesse o documento

E no tema Ufologia não faltam referências a misteriosos projetos de governos, como o famoso Blue Book, publicado em 1956, nos Estado Unidos, e dados sobre casos analisados de avistamentos. 


“Estatística do Projeto “Blue Book”. Publicada em 1956, pelo ATIC- O Major Ruppelt – encarregado do projeto, afirma ser de acordo com suas pesquisas de apenas 10%, o índice do número de relatórios de ocorrências.  Avaliava, assim, na realidade aproximado: 44.000 observações em 5 anos e meio. Em 1593 casos analisados…” 

Acesso o documento

O Projeto Acervo do General Uchôa é um compromisso assumido pelo Círculo com a família Uchôa que, confiou aos cuidados da escola, documentos pessoais do General. O acervo ainda conta com entrevistas para imprensa, recortes de jornal, psicografias, áudios, desenhos etc…num trabalho vivo que está sendo desenvolvido e disponibilizado pelo Círculo. 

A cada semana estamos contando um pouco de tudo que vamos descobrindo juntos no Acervo. 

Leia também:

Artigos relacionados

Respostas