O que é mais importante ao aceitar um novo trabalho?

Pesquisa Gallup mostra que remuneração e bem-estar são prioridades.

O aumento da remuneração (64%) e do equilíbrio entre trabalho, vida pessoal e bem-estar (61%) ficaram entre os itens considerados mais relevantes para os trabalhadores ao decidirem por um novo emprego, segundo pesquisa aplicada em 2021 pelo Instituto Gallup, nos Estados Unidos. Fizeram parte da amostra mais de 13 mil funcionários de empresas norte-americanas. No estudo, também apareceram questões como as políticas de prevenção à COVID-19 e práticas de promoção da diversidade, empatia e inclusão por parte das organizações.

O Instituto Gallup destaca nesses resultados o aumento significativo da porcentagem de pessoas que consideram remuneração e bem-estar fatores chave, em relação a mesma pesquisa aplicada em 2015, o que, para eles, é uma amostra do aumento da competitividade do mercado, mas também da sobrecarga dos últimos dois anos de pandemia.

Outro item apontado no estudo foi a relação com a possibilidade das pessoas utilizarem seus talentos naturais e pontos fortes no trabalho (58%), em terceiro lugar e, sobre isso, a Gallup comenta em seu site internacional:

“Sem surpresas, este item continua sendo um dos mais importantes. Os trabalhadores que não podem usar seus pontos fortes, muitas vezes procuram empregos onde podem e mesmo aqueles que conseguem usar seus pontos fortes, buscam trabalhos onde conseguem usá-los ainda mais”.

Conheça os seis fatores chave para os trabalhadores, conforme pesquisa da Gallup, quando decidem se aceitam ou não um emprego em uma organização diferente:

1. Aumento significativo na renda ou nos benefícios (64%)

Ao longo da pesquisa histórica da Gallup no local de trabalho, a remuneração tem sido um dos fatores mais importantes ao aceitar uma nova oferta de trabalho. Desde 2015, este item aumentou em prioridade para os trabalhadores de 41% para 64% das pessoas, citando-o como um fator decisivo.

2. Maior equilíbrio entre trabalho, vida pessoal e bem-estar (61%)

O equilíbrio entre trabalho, vida pessoal e bem-estar também aumentou em importância desde 2015, com 53% dos funcionários citando-os como “muito importante” em comparação com 61% na pesquisa de 2021.

A Gallup informa que outros estudos do ano passado já haviam destacado o quanto a força de trabalho está esgotada, sobrecarregada e estressada. E mesmo para aqueles que não estão esgotados, o aumento de trabalho remoto ampliou a conscientização sobre o valor das opções de flexibilidade.

3. A capacidade de fazer o que eles fazem de melhor (58%)

Aqui entram os Talentos Naturais e Pontos Fortes de cada pessoa. Com isto em mente, as empresas precisam, conforme a Gallup, fazer um esforço extra para entender o que realmente motiva um candidato sobre seu trabalho.

4. Maior estabilidade e segurança no emprego (53%)

A importância deste item permaneceu inalterada desde 2015. Cerca da metade dos trabalhadores está à procura de empregos que proporcionem maior estabilidade e segurança do que os que têm atualmente. No entanto, o que significa segurança (e o que parece seguro) provavelmente mudou desde o início da pandemia, e depende muito de como a pessoa se sente agora sobre as perspectivas de sua organização, indústria ou profissão.

5. Políticas de vacinação COVID-19 que se alinham com minhas crenças (43%)

Em dezembro de 2021, 36% dos funcionários trabalhavam para um empregador norte-americano que exigia vacinação e aproximadamente 25% dos trabalhadores dos Estados Unidos não eram vacinados naquela época.

Os dados da Gallup sobre a vacinação sugerem que os funcionários têm sentimentos muito fortes de ambos os lados da questão. Os resultados também indicam que o alinhamento entre crenças e políticas é um fator significativo para quatro em cada 10 funcionários ao serem recrutados.

6. A organização é diversa e inclusiva (42%)

Foi a primeira vez que a Gallup ofereceu esta opção aos entrevistados da pesquisa e ela apareceu entre as mais relevantes. Para o Instituto, isso mostra que dois anos após o assassinato de George Floyd e os protestos internacionais de Black Lives Matter que se seguiram, criar locais de trabalho mais justos e inclusivos continua sendo importante e um sinal de progresso social.

Às empresas o Instituto Gallup deixa as seguintes dicas na hora de contratar:

  • Qualifique seu diálogo sobre salário. As pessoas precisam se sentir valorizadas por suas contribuições e ter um plano de desenvolvimento individual que define um caminho para futuras oportunidades de crescimento;
  • Reveja sua política de bem-estar. Os funcionários querem saber que seu empregador se preocupa com eles como pessoa e que seu trabalho vai ajudá-los a prosperar em vez de se esgotar;
  • Analise bem sua proposta de valor com o candidato. Para aprimorar a atração de talentos é preciso analisar constantemente seu modelo de recrutamento e os anseios do mercado;
  • Reduza o foco para os melhores talentos. Indivíduos de alto desempenho e potencial têm desejos únicos e isso deve ser levado em consideração.

 

Com informações de: https://www.gallup.com/workplace/389807/top-things-employees-next-job.aspx

Artigos relacionados

Respostas