fbpx

Sincronário das 13 Luas: Autoconhecimento e Transformação

Convidamos Gabi Lamat, idealizadora do Rota Lunar, para nos ensinar como nos conectar aos ciclos naturais do tempo.

Buscar o conhecimento onde quer que ele esteja, isso é o que faz do Círculo uma escola filosófica. Foi assim que surgiu em nosso campo informações sobre o Sincronário das 13 Luas, um calendário diferente do gregoriano, que utilizamos desde 1582, quando foi criado pelo Papa Gregório XIII.

Para entender com mais profundidade um tema tão interessante e profundo como o Sincronário, convidamos a Gabi Lamat, idealizadora da Rota Lunar, para três aulas abertas em nosso Canal do YouTube, às quartas-feiras: 1°; 08 e 15 de setembro, sempre às 20h.

O Sincronário das 13 Luas é “uma ferramenta de orientação pessoal e autoconhecimento que acompanha os ciclos naturais do tempo”. Foi desenvolvido pelo norte-americano José Arguelles (1939-2011), PhD em História da Arte, fundador do Foundation for the Law of Time.

Gabi explica que o Sincronário corresponde a uma junção de ferramentas: o calendário das 13 Luas de 28 dias cada + 1 dia fora do tempo e o Tzolkin, que significa contagem sagrada, e traz um pouco da cultura Maia.

“O Sincronário nos conecta com os ciclos naturais do tempo, o que faz com que aconteça um despertar da consciência para essa realidade do consumo sem necessidade, bem como do respeito por todas as formas de vida da Terra”, afirma Gabi.

Se no calendário gregoriano temos uma visão linear, com passado, presente e futuro, o Sincronário traz o entendimento sobre o que é o tempo.

Nesta entrevista, podemos conhecer um pouco mais sobre a Gabi e seu trabalho, seguida do vídeo da primeira aula aberta e acesso à calculadora de kin, sua identificação pessoal no Sincronário.

CÍRCULO – Quem é Gabi Lamat?

GABI LAMAT – Estudante, pesquisadora e praticante do Sincronário das 13 Luas, Lei do Tempo, influência lunar, padrões mentais e meditação desde 2011. Já organizou e facilitou inúmeros eventos focados nesses temas, além de focalizar grupos de estudos e projetos coletivos de arte e práticas integrativas. É idealizadora da Rota Lunar (www.rotalunar.com.br), um projeto coletivo focado na disseminação do Sincronário das 13 Luas através de conteúdo e materiais didáticos com uma linguagem simplificada, para facilitar o entendimento da ferramenta.

Meu kin é 148, Estrela Harmônica Amarela e simboliza o comando através da arte, beleza e elegância. A Estrela tem consciência da vida em outros planos e esse kin está na onda encantada da semente, que traz o propósito da consciência espiritual.

Nasci em Caxias do Sul (RS), sou pisciana na astrologia, com ascendente em gêmeos e lua em áries. Tenho 34 anos, não sou casada, não tenho filhos, moro sozinha em Garopaba (SC) no meio da floresta com uma cachorra e duas gatas.

CÍRCULO – Como o Sincronário entrou na sua vida?

GABI – O Sincronário entrou na minha vida em 2011 em uma consulta Ayurvédica, quando a terapeuta calculou meu kin. Logo busquei mais informações e fiz um curso básico, no final de 2011. A informação mexeu muito comigo e na sequência larguei o que fazia e comecei a trabalhar no Sincronário da Paz – Instituto Lei do Tempo, onde fiquei de 2012 até 2016. Saí do Sincronário e comecei a Rota Lunar. Antes disso tudo, eu estudava administração e trabalhava com financeiro em indústria.

CÍRCULO – Seu trabalho também vai ao encontro do trabalho do Círculo de impulsionar a transição planetária. Como isso ocorre e como entende essa missão?

GABI – Sobre o propósito da Regeneração Planetária, vejo o Sincronário como uma ferramenta de autoconhecimento e mudança de padrões mentais. Entendo que o que vemos no mundo hoje é um resultado daquilo que consumimos, pois, nós estamos apoiando, através do consumo, grandes marcas que são responsáveis pelo abuso de recursos da Terra.

Acredito muito que o Sincronário é uma ferramenta de autoconhecimento e transformação dos padrões mentais enraizados desde a nossa infância. Essa ferramenta expande a consciência pois está organizado com símbolos, cores e palavras elevadas.

CÍRCULO – A Rota Lunar também é uma empresa. Como lida com essa dualidade da matéria e espiritualidade associadas?

GABI – Sim, a Rota é uma empresa. Eu entendo que a espiritualidade está em tudo, inclusive dentro das empresas e na matéria. Porém, somos uma empresa diferente, pois aqui as pessoas que trabalham na Rota não vendem o seu tempo por dinheiro, elas fazem o que gostam dentro do nosso propósito, de acordo com o seu ritmo. O dinheiro é uma consequência. Se alguém não se sente bem e precisa se ausentar, não é um problema. Sobre os recursos, no momento invisto tudo dentro da Rota com um único objetivo de expandir a informação e fazer ela chegar ao maior número de pessoas possível.

________________________________________

ASSISTA A PRIMEIRA DAS 3 AULAS ABERTAS QUE A GABI FEZ COMO PROFESSORA CONVIDADA DO CÍRCULO. ESTRÉIA HOJE, 1° DE SETEMBRO, ÀS 20H

__________________________________________

Quer calcular seu kin?

Você pode fazer isso no site da Rota Lunar www.rotalunar.com.br  a partir da sua data de nascimento do calendário gregoriano.

Kin é uma combinação de uma frequência de luz (informação) + uma frequência de som (movimento), frequências que organizam toda a vida desde a fonte central da galáxia, que está em todas as partes ao mesmo tempo. Ele faz parte do Tzolkin, a matriz que combina as 20 frequências de luz, que também simbolizam arquétipos da nossa mente e as 13 frequências de som, que direcionam o movimento da quarta dimensão para a terceira dimensão, totalizando 260 unidades. A quarta dimensão é o tempo, o ponto de conexão entre o tempo e o espaço que faz a ponte para a consciência, o lugar de infinitas possibilidades. A 4ª dimensão informa a 3ª dimensão.

 


Artigos relacionados

Respostas