fbpx

StarTape Project: ouvindo o General das Estrelas

Áudios compõem acervo do General Uchôa e estão disponíveis ao público

O primeiro material recebido pelo Círculo para a composição do Acervo do General Uchôa foram fitas K7 em que estão gravadas palestras, vigílias, canalizações e reuniões sobre as pesquisa e trabalhos em ufologia e parapsicologia do acervo pessoal do General Alfredo Moacyr de Mendonça Uchôa (1906-1996). Um material precioso, pois dá a oportunidade de contato direto com sua voz, transmitindo seus conhecimentos, estudos e até mesmo relatando experiências extrafísicas. Essa parte do acervo o Círculo chama de StarTape Project e alguns áudios já estão disponíveis ao público.

No total o acervo conta com 49 fitas K7 de aproximadamente duas horas de duração cada uma. Uma equipe de voluntários do Círculo faz o processo de digitalização, transcrição e revisão desses áudios. Participam desse trabalho os alunos: Cláudio Guterres, Patrícia Saldanha, Fernanda Balasco, Marco Antônio, Mônica Bueno, Ilde Casotti, Juliana Milet, Priscila Roque e Rafael Garrido. Atualmente, já é possível ter acesso a 10 gravações e suas transcrições na página do Acervo do General Uchôa, e um vídeo detalhando um pouco desse processo com o relato de Juliano Pozati e depoimentos de alunos.  

Nos áudios já disponibilizados no acervo pode-se ouvir o próprio General proferindo palestras como a realizada no Centro de Estudos Cosmológicos e Parapsicológicos, em Portugal; no Primeiro Simpósio Brasileiro de Ufologia Mística, em Brasília; e em outros locais que lhe convidavam para falar sobre Ufologia; Realidades Fantásticas; A Evolução da Ciência e a Perspectiva Ufológica; Curas Paranormais e a Ciência Esotérico Espiritual, além de um registro de canalização.

Importante destacar o esforço da equipe em oferecer um conteúdo com qualidade técnica.

Para quem lembra, as fitas K7 possuíam espaço de 60 ou 90 min para gravação, com dois lados, e precisavam ser viradas manualmente. O que pode parecer um detalhe curioso aos mais jovens sobre quando ainda não havia gravação digital, é algo que impacta em alguns materiais, visto que ocorria que, ao acabar um lado da fita, era necessário ter alguém “a postos” para virar e reiniciar a gravação, o que causava a interrupção por alguns minutos.

Juliana Rissardi, Historiadora responsável pelo Projeto do Acervo, destaca que para que um documento histórico cumpra sua função, é fundamental que seja identificado, organizado, descrito/transcrito, conservado e preservado. No caso de áudios, como as fitas k7, existem alguns desafios específicos devido à velocidade da evolução tecnológica.

“Além da conservação do suporte original, a transcrição e digitalização é a garantia do acesso ao patrimônio ser mantida. Vale lembrar também da necessidade do  acompanhamento das evoluções tecnológicas para que o digital atual não mude seu formato, pois nossas atuais tecnologias não são verdades absolutas, daí também outra importância de se manter o original”, explica Juliana. 

O Projeto Acervo do General Uchôa é um compromisso assumido pelo Círculo com a família Uchôa que, confiou aos cuidados da escola, documentos pessoais do General. O acervo ainda conta com documentos pessoais, entrevistas para imprensa, manuscritos, psicografias, desenhos etc…num trabalho vivo que está sendo desenvolvido e disponibilizado pelo Círculo. 

Acesse a página do Projeto

 


Leia também:

 

Artigos relacionados

Respostas