Yoga no caminho de expansão da consciência

A Índia é um caldeirão de tradições espirituais e uma das que chegaram com mais força ao ocidente foi o yoga, um sistema milenar de disciplina espiritual e união do corpo, mente e espírito. Mesmo que ainda hoje o que chegou no ocidente seja apenas uma ínfima parte desse conhecimento e, muito mais ligado aos cuidados com o corpo físico, alguns mestres conseguiram ultrapassar essa barreira e falar do verdadeiro yoga, o do caminho transcendental de evolução.

No Acervo do General Uchôa é possível observar que ele bebeu de fontes e mestres do yoga indiano. Um deles foi Paramahansa Yogananda (1893-1952), considerado um dos maiores emissários da antiga filosofia indiana para o ocidente. Sua história ficou conhecida depois da publicação de “Autobiografia de um Iogue”, em 1946, que conta sua vida desde sua infância. Yogananda viajou aos Estados Unidos em 1920 e fundou a “Self-Realization Fellowship” (Associação da Autorrealização), pela qual iniciou sua missão de difundir e ensinar as práticas e ensinamentos do yoga.

Em dois momentos da autobiografia do General Uchôa, Uma Busca da Verdade (Pág. 161 a 163 ), ele cita Yogananda e seu trabalho:

No capítulo seguinte, nova tónica de referència ao meu viver um depoimento diferente, agora de caráter místico, de acontecimentos que me preparavam progressivamente e estimulavam no sentido da “Busca da Verdade o meu encontro com a ordem Rosa Cruz, as mensagens iniciáticas do Sudha Dharma Mandhalan, o meu encontro com o Mestre Philippe de Lyon, o conhecimento da auto realização (Self realization) iniciado pelo Mestre Yogananda, o qual levou à Kriya Yoga…

(…) Como a de Rhoden, a obra de Ubaldi projetou-se na mente e no coração de milhares de brasileiros. Rhoden, pregando a desnecessidade do clero, enfatizou, por outro lado, a potencialidade interior da criatura humana, em termos da Busca Espiritual, auto realização, enfim. Daí chega a referida Krya-Yoga cautelosamente orientada pelo Mestre Yogananda, com a virtude prática de acelerar a ascensão espiritual do homem, impondo à criatura humana cuidar-se para evitar possíveis desequilíbrios, até mesmo perigosos.

Outro tema muito ligado às tradições da Índia que aparece nos documentos é o conceito de Nirvana, que tem origem no Budismo e é descrito como um estado de paz e tranquilidade alcançado através da sabedoria. Neste manuscrito vemos anotações do General sobre a conferência realizada durante a convenção de Benares sobre yoga e nirvana:

Em mais um manuscrito o General nos traz ao conhecimento diversos autores que ele estudava, além da citação de Yogananda, tais como Leon Denis, Bozzano, Camille Flammarion, Acksakoff, Caio Miranda, Ubaldi, Blavatsky, Leadbeater e o precursor do yoga no Brasil, Professor Hermógenes, de quem vamos falar no próximo texto e relacionar com as práticas secretas do yoga.

Já conferiu as aulas do acervo? São 38 aulas com documentos históricos (além do StarTape Project!) com acesso às imagens dos documentos originais. O Acervo do General Uchôa é um compromisso assumido pelo Círculo com a família Uchôa, que confiou aos cuidados da escola documentos pessoais do General. O acervo conta com entrevistas para imprensa, recortes de jornal, psicografias, áudios, desenhos etc…num trabalho vivo que está sendo desenvolvido e disponibilizado pelo Círculo.


Seguimos a cada semana revelando um pouco do que vamos descobrindo no Acervo. Leia também:

Artigos relacionados

Respostas